Av. Zaki Narchi 357, Santana – 20Mar/2015

      O prefeito Fernando Haddad visitou o término das obras para a entrega do ecoponto do distrito de Santana, uma antiga reivindicação da comunidade.  Ocupando uma área de 1.100 m2, o novo ecoponto evitará que o descarte de entulho doméstico, de pequenas proporções, seja feito de forma irregular nas ruas e córregos da região, além de também evitar que esse terreno, sempre cobiçado pelos movimentos de moradia, seja invadido, como já ocorreu diversas vezes no passado.

 

Entrada do ecoponto Santana, na av. Zaki Narchi.Entrada do ecoponto Santana, na av. Zaki Narchi.

SUSTENTABILIDADE – O secretário de Serviços Simão Pedro acompanhou a rápida passagem do prefeito pelo espaço.  Haddad cumprimentou os operários que asfaltavam o piso do terreno e conversou com as lideranças que acompanharam o evento.  Maria Salete Marreti, gerente de planejamento da Amlurb (órgão gestor da limpeza urbana), enfatizou que os novos ecopontos seguem princípios básicos de sustentabilidade, como tratamento paisagístico, piso drenante, atenção à acessibilidade e economia de energia.  Foi instalada uma base para captação de energia solar no vestiário do ecoponto.

Haddad visita o ecoponto.Haddad visita o ecoponto. Jeferson e André, funcionários da Inova.Jeferson e André, funcionários da Inova.

DEMANDA – A Associação de Assistência à Criança Deficiente – AACD tem uma unidade vizinha ao novo ecoponto.  Sua gerente Patrícia Santos afirmou que está feliz pela ocupação do terreno, uma vez que o terreno era sempre alvo de invasões, o que colocava em risco o atendimento das famílias.   O morador Jorge Ifraim lembrou que a demanda por um ecoponto na região foi feito em 2013 pelo movimento Santana Viva, e constou na ata da audiência do Programa de Metas. Ifraim também creditou à luta do CADES Santana-Tucuruvi a chegada desse equipamento à região.

Minudências:
@ Os ecopontos são locais de entrega voluntária de pequenos volumes de entulho (até 1 m³) onde se pode descartar gratuitamente resíduos da construção civil, como telhas de barro, tijolos (não podem estar misturados com fios e papelões); volumosos, como armário, guarda-roupa; e recicláveis.
@ Não são permitidos no ecoponto: orgânicos, materiais industriais (graxa e tinta, por exemplo), telhas de amianto, lâmpadas fluorescentes, eletrônicos e resíduos hospitalares. 
@ Veja AQUI como foi a inauguração do ecoponto do Tucuruvi.  A prefeitura procura  um terreno para instalar o ecoponto do distrito do Mandaqui.
@ Presente o subprefeito de Santana/ Tucuruvi Carlos Roberto Candella.  Entre as lideranças locais estiveram George Ayoub, diretor da Distrital Norte da ACSP; Alba Medardoni, diretora da Associação dos Amigos do Mirante do Jardim São Paulo; Cido, do Jardim Hebron e diversos conselheiros participativos.
@ A gestão do ecoponto é feita pela empresa contratada Inova.  O supervisor é André Luis, com um funcionário de atendimento por período.
@ O ecoponto Santana fica na av. Zaki Narchi 357, Santana, quase em frente ao DEIC. Atende todos os dias da semana: de 2ª-f a Sábado das 6 às 22h. Domingos e feriados das 6 às 18h.

Postar comentário

0
  • Nenhum comentário encontrado